Conjuntivite alérgica em criança: Sintomas, causas, tipos e tratamentos

A conjuntivite alérgica pode atacar crianças, bebês e adultos basta ter uma predisposição e contato com o meio ou produto alergênico.

01/06/2015 17h23m. Atualizado em 01/06/2015 17h23m por:

 

conjuntivite alergica em criançaA conjuntivite alérgica é uma inflamação que acomete a conjuntiva, uma membrana mucosa transparente muito fina, que fica localizada entre as pálpebras e toda parte branca do olho, e que tem como função proteger o globo ocular de diversos corpos estranhos.

Ela é causada, no geral, quando algum agente estranho levado pelo vento entra em contato com a conjuntiva, causando assim irritação, vermelhidão e principalmente coceira intensa.

Desta forma, a conjuntivite alérgica acaba se tornando uma das formas mais comuns de alergia ocular.

Causas da conjuntivite alérgica

A principal causa da conjuntivite alérgica é o contato direto com alguns agentes causadores de alergia, como o pólen das plantas, esporos fúngicos, pó do ambiente, pelo de animais, fumaça, cloro de piscina, alguns tipos de maquiagem e produtos de higiene, etc.,

Lentes de contato quando não são limpas com o devido cuidado, ou são manuseadas com as mãos sujas, ou mesmo quando são compartilhadas entre as pessoas também podem causar a conjuntivite alérgica.

Há também alguns problemas de saúde, como asma e rinite alérgica, que podem ser os causadores desta inflamação ocular.

Sintomas da conjuntivite alérgica

E quando a conjuntiva é afetada se dá o início de um processo inflamatório, que acaba causando inúmeros sintomas, como a vermelhidão na parte branca dos olhos, uma coceira bem incomoda e as lágrimas que não param de escorrer.

Além destes, outros sintomas são característicos da conjuntivite alérgica, dentre eles:

• Dor nos olhos;
• Aumento da secreção ocular;
• Hipersensibilidade a presença de luz;
• Sensação de que há areia nos olhos;
• Inchaço.

Embora ela não seja uma doença crônica, em alguns casos a conjuntivite alérgica pode causar problemas da visão, em especial se não for tratada da maneira adequada.

Diagnóstico da conjuntivite alérgica

O diagnóstico da conjuntivite alérgica é feito pelo médico oftalmologista, que realizará exames para avaliar todo olho, e principalmente irá analisar a conjuntiva e todos os tecidos em volta dela.

A presença de cada um dos sintomas também é fundamental para o diagnóstico preciso da conjuntivite alérgica, bem como informar se houve o uso de produtos para limpeza e tratamento do olho, como colírios ou pomadas.

Um histórico de asma ou rinite também contribui para o bom diagnóstico da doença, e alguns exames complementares, como uma biópsia, podem ser solicitados em alguns casos.

Tipos de conjuntivite alérgica

As conjuntivites alérgicas em crianças normalmente apresentam de forma mais intensa, principalmente a do tipo primaveril. Existem quatro tipos:

sanzonal

conjuntivite sanzonal

– Sazonal, geralmente associada à rinite ou asma;

Ceratoconjuntivite atópica

Ceratoconjuntivite atópica

– Ceratoconjuntivite atópica (associada àdermatite atópica);

vernal

conjuntivite vernal

– conjuntivite primaveril (ou vernal);
– Conjuntivite papilar gigante (associada comumente ao uso de lentes de contato).

Tratamento da conjuntivite alérgica

E com o diagnóstico o médico oftalmologista irá indicar um tratamento adequado para cada situação, que pode ser realizado com o uso de anti-inflamatórios, anti-histamínicos não hormonais, corticoides ou imunomoduladores.

Outra orientação bem importante é evitar ao máximo coçar a região dos olhos, e realizar uma limpeza constante dos olhos com água abundante ou com o uso de compressas umedecidas com soro fisiológico. A compressa com água gelada também ajuda a aliviar os sintomas, como dor, inchaço e coceira.

E para evitar que a conjuntivite alérgica ocorra é recomendado manter sempre a casa limpa e livre do acumulo de pó, em especial nas cortinas, bichos de pelúcia e tapetes; manter os animais de estimação sempre limpos; tomar cuidado com a higiene e uso das lentes de contato, e evitar coçar os olhos.

Sobre o autor:

Vandeni Navarro

Vandeni Navarro

Formada em pedagogia pela UNITAU, especializou-se na área de crianças especiais. Mãe de dois filhos, atualmente dedica-se ao blog e a família.
Deixe seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *