Infecção Urinária na Gravidez: Sintomas e tratamentos

A infecção bacteriana mais comum na gestação é a urinária, mas tem que ser tratada, pois pode levar até a um parto prematuro.

infecção urinária na gravidez

Devido as alterações hormonais e anatômicas que ocorrem na gravidez, a gestante acaba tendo uma propensão de ter mais infecções urinárias na gravidez devido ao crescimento do útero que vai de 300mg a 4 kg no final da gestação. A infecção urinária na gravidez vêm acompanhadas dos seguintes sintomas, dor e desconforto ao urinar, sensação que a bexiga não esvaziou o suficiente, aumenta o número de vezes para urinar mas em pequena quantidade

Sintomas de Infecção Urinária

As infecções urinárias mais comuns vem acompanhadas de dor, dificuldade para urinar, há um aumento da quantidade e uma diminuição do volume urinário, a urina se apresenta fétida, e poderá no final da gestação intensificar as contrações uterinas, podendo até a precipitar um parto prematuro.

Caso a infecção urinária na gestante não seja tratada rápidamente, poderá trazer complicações, sendo que uma delas é a pielonefrite (infecções dos rins) caso torne uma infecção grave gerando um parto prematuro e o rompimento da bolsa antes do tempo.

Caso a gestante sinta alguns desses sintomas apontados acima, deve procurar consultar seu médico o mais rápido possível, pois no início o problema é simples e fácil de tratar e evitará complicações.

beber muita agua gravidez

Consumir bastante água na gravidez, evita problemas urinários

Tratamento Infecção urinária na gravidez

Os medicamentos comumente mais usados na infecção urinária durante a gravidez, são os derivados de penicilina, o médico que acompanha a gestante saberá o que indicar dependendo de cada caso: Amoxicilina; Cefalexina; Ceftriaxone; Ceftazidime; Nitrofurantoína ou Macrodantina. São medicamentos usados por 7 ou 14 dias a critério médico.

Antibióticos que são contraindicados na gravidez

Os antibióticos contraindicados na gestação pertencem à classe das quinolonas e as tetraciclinas pelo risco de potenciais efeitos nos ossos e nos dentes do bebê.

As infecções urinárias na gravidez devem ser tratadas, mesmo que ela não venha com sintomas, para evitar comprometimento renal como é o caso de pielonefrite ou mesmo acontecer um parto prematuro como havia mencionado acima.

Deixe seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>