HPV: Vacina,tratamento e prevenção

Para prevenir o HPV é indispensável o uso de preservativo.

05/10/2010 18h39m. Atualizado em 31/10/2014 21h47m por:

 

HPV - Vacina e tratamento

O HPV é um grupo de vírus com mais de cem tipos diferentes, provoca lesões na pele como verrugas que aparecem na região oral (lábios, cordas vocais etc.), anal, uretra e genital. As genitais são de alto risco, podendo evoluir para câncer de colo de útero na mulher e no homem câncer uretra ou pênis.

Sobre HPV

A transmissão do HPV ocorre por via sexual, mas também pode ocorrer de mãe para feto caso a gestante esteja contaminada e haja contato de mucosa.

No homem o diagnóstico do HPV é mais fácil devido a suas caracteristícas anatômicas. Enquanto que na mulher por espalhar na área genital inclusive alcançar o colo do útero necessita de exame específico o Papanicolaou, ou uma a colposcopia e outros hibridização in situ, PCR e captura híbrida, esses ultimos são exames mais sofisticados.

Os sintomas do HPV pode passar despercebido ou ao contrário visível através de verrugas que possuem forma de uma couve flor.

O tratamento para o HPV consiste em tratamento com medicamentos ou através de cirurgia (cauterização,eletrocauterização, crioterapia, laser) depende de cada caso.Se tiver evoluido para câncer o tratamento é especifico para este, com cirurgia convencional.

Sendo que algumas vezes esse vírus se manifesta e desaparece sem que a pessoa se dê conta que teve contato.

Para prevenir o HPV é indispensável o uso de preservativo, não só contra o HPV como também para outras doenças sexuais. O vírus do HPV também pode ser passado através de sexo oral.

Mulheres com idade entre 26 e 40 anos ganhou um importante aliado no combate ao HPV, a vacina contra HPV do (laboratório Merck Sharp & Dohme).

A vacina Quadrivalente contra HPV é aplicada em injeções intramuscular, no total de 3 doses, num período de 6 meses. Mulheres grávidas devem esperar o bebê nascer para tomar a vacina.

A vacina contra HPV ainda não se encontra no calendário público, mas pode ser adquirida na rede particular. A vacina não dispensa o exame de Papanicolaou, em conjunto eles funcionam melhor. E não se esqueça o essencial é usar “Preservativo”

Sobre o autor:

Vandeni Navarro

Vandeni Navarro

Formada em pedagogia pela UNITAU, especializou-se na área de crianças especiais. Mãe de dois filhos, atualmente dedica-se ao blog e a família.
Deixe seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *