Catapora e os riscos para a gestante e para o bebê

Vacinação em dia, traz mais tranquilidade para que a mulher tenha uma gravidez com menos riscos, isso inclui a imunização contra catapora

27/08/2013 16h11m. Atualizado em 25/09/2013 22h33m por:

 

Catapora, a melhor prevenção é vacinar-se. Durante o período da gestação, a mulher deve ser acompanhada rotineiramente pelo médico responsável, que verificará, em intervalos definidos, como anda a saúde dela e do bebê. Quaisquer pequenas alterações fisiológicas quando percebidas, devem ser relatadas imediatamente, a fim de que medidas sejam tomadas para preservar a integridade de ambos.

Catapora na gravidez

No caso da varicela conhecida mais como catapora, uma doença caracterizada por pruridos vermelhos na pele e muito comum na idade infantil, os cuidados devem ser redobrados. Para aquelas que já tiveram varicela (catapora) antes de engravidar não há motivos para preocupação, uma vez que o organismo já adquiriu anticorpos e está imune a outra incidência.

No entanto, se a grávida ainda não teve catapora, todo cuidado é pouco. Torna-se muito importante adotar medidas necessárias para evitar a infecção, preservando, dessa forma, a saúde da grávida e do bebê.

Forma de prevenir catapora na gravidez

A forma correta de prevenção da catapora na gravidez, para aquelas que ainda não contraíram a doença, é tomar vacina três meses antes de tentar uma gravidez, a fim de imunizar o organismo, preparando-o para uma gestação segura e tranquila.

Aquelas que não se prepararam para engravidar e contraíram a doença durante a gestação, devem procurar urgentemente seu médico para que ele faça uma avaliação e indique os cuidados necessários para a doença. Caso o surgimento das erupções ainda não tenha ultrapassado o prazo de 24 horas, a gestante poderá ser medicada com um medicamento denominado Aciclovir (anti-viral) que deve ser prescrito somente pelo médico, e que possui a função de minimizar os efeitos e consequentemente a duração da catapora Entretanto, esse medicamento só é seguro para gravidez abaixo de 20 (vinte)semanas.

Riscos de contaminação da catapora durante a gravidez

Com relação ao feto, os riscos aumentam em proporção ao tempo de gestação. Os riscos são relativamente menores nas 13 primeiras semanas de vida, com uma porcentagem extremamente reduzida de má formação congênita. Da décima quarta semana até a vigésima, os riscos acentuam-se e as possibilidades de má formação, alterações na visão e marcas na epiderme são consideráveis.

A partir da vigésima semana até o parto, os riscos referentes à formação reduzem-se, no entanto, as possibilidades de aparecer Herpes Zoster no primeiro ano de vida do bebê são grandes. Nesses casos, o bebê deve ser vacinado contra os efeitos da herpes para minimizar suas consequências durante toda a vida.

O importante para prevenir riscos e garantir uma gestação segura é planejar a gravidez. Com o planejamento adequado e todas as medidas de segurança adotadas, pode-se prevenir diversas doenças e garantir que o bebê nasça saudável e feliz.

Sobre o autor:

Vandeni Navarro

Vandeni Navarro

Formada em pedagogia pela UNITAU, especializou-se na área de crianças especiais. Mãe de dois filhos, atualmente dedica-se ao blog e a família.
Deixe seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *