Aborto de Repetição: Causas e exames para diagnosticar

Daniele Melo January 27, 2012 0

Existem várias causas para os abortos de repetição, a questão é investigar e procurar um tratamento.

Aborto de Repetição

Causas e exames para diagnosticar Aborto de Repetição. Depois de tanta ansiedade, finalmente o resultado: você vai ser mamãe. O exame positivo não deixa dúvidas e você com certeza esta ou ficou nas alturas com a notícia, não é verdade?

Mesmo não tendo passado pela experiência ainda, posso imaginar a sensação que experimenta ao saber que a partir de agora você é responsável por gerar uma vida. Como toda mãe em “lua de mel” com a gravidez, planos não faltam, muito menos roupinhas e sapatinhos de bebê, não é? Mas, infelizmente nem toda gestação segue tranqüila até o fim, o que resulta numa interrupção indesejada; o temido aborto.

Como ocorre o Aborto

O aborto é considerado quando a interrupção da gravidez ocorre entre a 20ª a 22ª de gestação (quinto mês). Além disso, o feto precisa pesar menos de 500 gramas para que o caso seja considerado aborto espontâneo ou provocado.

Inúmeras são as causas para um aborto que vão desde quedas que atingem o feto até mesmo alguma deficiência no organismo. Isso até é considerado “comum” pela medicina, mas, quando a situação acontece mais de 3(três) vezes, é necessário que uma investigação maior seja realizada. A mulher pode sofrer do que chamamos de aborto por repetição, o que não é normal de forma alguma.

O ginecologista Joji Ueno, especialista em Reprodução Humana conta que 10% das gestações terminam em abortamento sendo que 85% destes são causados por alguma causa genética, ou seja, alguma alteração cromossômica inviabiliza que a gestação seja completada.

É por isso que 1 ou 2 abortos são considerações aceitáveis. Com a recidiva de mais de 3 abortos, é possível que outra razão seja responsável pelo problema.

Mesmo com todo o avanço da medicina em meio a reprodução humano, os abortos são mais freqüentes em mulheres com idade acima dos 35 anos.

Aliás, é tambem nessa faixa etária que as possibilidades de má formação e anomalias fetais (acarretam muitas vezes em aborto espontâneo), acontecem.

Causas do aborto de repetição

As causas conhecidas e pesquisadas pela medicina resultantes no abortamento de repetição são:
- Causas genéticas;
- Causas uterinas;
- Causas imunológicas;
- Causas autoimunes;
- Causas hematológicas;
- Causas hormonais e infecciosas.

Exames para investigar aborto de repetição

Fator Hormonal:

- TSH e T4 Livre (hormônios da tireóide)

- Glicemia de jejum e pós-prandial

- Caso de abortos espontâneos muito no início da gravidez ou desconfiança de micro-abortos no início da implantação: dosagem de Progesterona 7 dias após a ovulação (geralmente no 21º dia do ciclo) e em caso de gravidez, repetir a dosagem durante as primeiras semanas; dosagem de Prolactina (após repouso de 30 min no laboratório).

Fator Imunológico:

- Crossmatch, a prova cruzada do sangue do casal

- células de defesa Natural Killer,

- fator anti-núcleo,

- anticorpos Anti-peroxidase tireoideana (TPO)

- Anti-tireoglobulina

Fator Hematológico:

- teste de Combs indireto (se a mulher tiver sangue RH negativo)

- dosagem de proteína C funcional e livre

- dosagem de proteína S funcional e livre

- antitrombina III

- Fator V de Leiden

- mutação no Gen da Protrombina

- homocisteína

- mutação 677 na enzima da MTHFR (pode-se realizar também a mutação 1298 na mesma enzima, poucos laboratórios fazem isso)

- anticardiolipina

- anticoagulante lúpico

Fator Bacteriológico, Outras Infecções e diversos:

- pesquisa de Chlamydia no colo do útero

- pesquisa de micoplasma e ureaplasma no colo do útero

- pesquisa para Streptococus beta hemolítico na secreção vaginal

- sorologia para Citomegalovirus

- sorologia para toxoplasmos

- sorologia para brucelose

- sorologias para doenças sexualmente tranmissíveis e outras: Sorologia para HIV 1 e 2, Sorologia para HTVL I e II, Pesquisa de HbsAg, Pesquisa de Anti-HB-c, Anti HCV, VDRL

Se você desconfia de uma das causas acima, não demore a procurar seu ginecologista para que a investigação tenha início o quanto antes.
Sei que a maternidade é um dom divino e o sonho de toda mulher, portanto, acredite sempre e não desanime. Seu filho está chegando!

Relacionados »

Comentar »

Comente via Facebook!